Investir em imóveis em Santa Catarina vale a pena?

Compartilhar

O mercado imobiliário está sempre em expansão no Brasil. No entanto, alguns estados apresentam valorização mais atraentes do que outros. Imóveis em Santa Catarina, por exemplo, são famosos por seu enorme potencial de rentabilidade.

Santa Catarina é o segundo melhor estado do Brasil para se morar, segundo o IDGE, e o primeiro quando o assunto é turismo. Quando analisamos métricas como educação, saúde e demais serviços básicos, SC dá um exemplo impressionante.

Além disso, o estado é recheado de empresas tecnológicas, as quais atraem muitos profissionais de diversos cantos do país. As vagas de trabalho colaboram para a valorização dos imóveis por lá.

Dentre as cidades mais famosas, o polo tecnológico é Florianópolis. Mas, a critério de valorização de imóveis, Balneário Camboriú apresenta as melhores opções. Os imóveis de luxo de frente para o mar são os que mais valorizam.

Mesmo durante a crise sanitária que assolou boa parte do ano de 2020, o mercado imobiliário de SC continuou aquecido. Isso prova o poder desse investimento.

Neste artigo vamos expor alguns dados que mostram se vale ou não investir em imóveis de SC.

Mercado imobiliário aquecido
Por mais estranho que possa parecer, o mercado imobiliário não sofreu quase nada com a crise. Aliás, foram registrados crescimentos nesse setor — indo na contramão de todos os demais.

Os dados do site OLX apontam que, somente em SC, a busca por imóveis para comprar subiram 17% no segundo trimestre de 2020, quando comparada ao mesmo período de 2019. Ainda na mesma fonte de dados, aluguel de casas ou apartamentos subiram 15%. São números impressionantes e inesperados.

Um dos fatores que com certeza colaborou para a busca por imóveis foi o corte na SELIC. De fato, com a taxa de juros básica em 2% ao ano, o financiamento imobiliário ficou muito mais barato para o consumidor.

Todas essas informações apontam para um mercado imobiliário aquecido em Santa Catarina, o qual não irá regredir em 2021, dado que a estimativa da SELIC para o ano que vem ainda fica abaixo dos 3%.

Imóveis em Santa Catarina podem oferecer retornos altos aos investidores
Lá em março de 2020, a bolsa de valores derreteu de uma forma surpreendente. Foram milhões de reais indo pelo ralo. Aliás, muitas empresas fecharam as portas ao longo do ano, o que aumentou a insegurança dos investimentos em renda variável.

Porém, os imóveis foram a solução para o problema de alocação de dinheiro. Com uma poupança rendendo abaixo da inflação, não dá para deixar o dinheiro lá, não é verdade? É aí que apartamentos e casas mostraram seu poder como formas de investimento.

A crise em que vivemos apresenta um alto potencial de rentabilidade por meio de imóveis. Alguns imóveis estão até 40% abaixo do preço de mercado, ou seja, são investimentos certeiros para lucrar.

Além disso, outro ponto importante é a baixíssima SELIC e as portas que são abertas por isso. É possível, por exemplo, realizar financiamentos enormes e pagar juros bem pequenos, se comparado com cenários de anos anteriores. Aliás, os juros pagos podem ser suplantados pela própria valorização do imóvel, algo comum em algumas cidades de SC.

Agora é o momento ideal para investir em Santa Catarina
Vários imóveis em Santa Catarina estão descontados por causa do pânico generalizado causado pela crise. No entanto, quando tudo voltar ao normal, quem tiver investido neste período com certeza vai obter ótimos retornos.

A melhor forma de maximizar seus ganhos é pelo investimento em imóveis de luxo.

Uma cidade excelente para isso é Balneário Camboriú, a famosa Dubai brasileira. A valorização estimada de um imóvel em BC é de 15% ao ano, ou seja, um ano com o imóvel equivale a mais de 10 anos com o dinheiro aplicado na poupança.

No entanto, precisamos lembrar do tópico anterior e contabilizar o desconto dos imóveis que temos por aí. Assim, podemos perceber que o retorno pode ser muito superior a 15% anual — isso só levando em conta a valorização do bem.

A diária de um imóvel de luxo em BC não sai por menos de R$ 2.000. Dessa forma, um mês alugado equivale a um retorno de R$ 60.000.

Colocando tudo na ponta do lápis, um imóvel no valor de R$ 2.000.000, adquirido em janeiro, vai estar valendo cerca de R$ 2.300.000 no final do ano. No total, o retorno do investimento foi de R$ 360.000 no ano, ou seja, R$ 30.ooo por mês. Esse cálculo simples mostra todo o potencial desse investimento.

Vantagens de investir em imóveis em Santa Catarina
Uma das vantagens mais notáveis dos imóveis é sua segurança. Ao contrário de empresas, um imóvel não pode entrar em falência — e te levar junto para o buraco, como acontece em alguns casos.

Além disso, o investimento em imóveis é um dos poucos que podem se beneficiam da inflação. Quando todos os preços aumentam, os imóveis também sofrem correções, ou seja, podemos dizer que são blindados contra inflação. No entanto, é precisa saber escolher direitinho. Se não ele também vai sofrer desvalorização.

Por fim, uma característica interessante dos imóveis é seu potencial de retorno, sobretudo os de luxo. Tanto a valorização natural quanto a receita dos aluguéis agem a favor do investidor.

Vamos aprender algumas estratégias de investimento em imóveis.

Formas de investimentos em imóveis no estado de Santa Catarina
Agora que você sabe que os imóveis em Santa Catarina são interessantes para investir, vamos explorar um pouco mais o potencial de retorno desse investimento.

Estratégia de valorização
A estratégia de valorização, como o próprio nome sugere, se baseia em adquirir imóveis com potencial para aumentar seu preço ao longo do tempo. Para que isso ocorra, é importante comprar o imóvel ainda na planta. Além de condições facilitadas de pagamentos, você vai receber o imóvel já com a valorização. Ou seja, se ele valorizar 10% ao ano e levar 3 anos para ficar pronto, você terá em mãos um bem com 30% de valorização.

Foco em renda extra
Já a estratégia de renda extra requer o investimento em vários imóveis ao mesmo tempo. Dessa forma, até casas e apartamentos usados entram na lista de compras. O objetivo final é adquirir imóveis o suficiente para receber uma alta quantia de aluguel no fim do mês.

Os imóveis em Santa Catarina apresentam, neste exato momento, algumas oportunidades únicas para os investidores.

Artigos relacionados

Sem artigos relacionados